Hubble capta incrível nuvem rosa, berçário de estrelas a 160 mil anos-luz da Terra (VÍDEO)

CC BY 4.0 / NASA, ESA / Grande Nuvem de MagalhãesGrande Nuvem de Magalhães é uma galáxia anã satélite que orbita a Via Láctea
Grande Nuvem de Magalhães é uma galáxia anã satélite que orbita a Via Láctea - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O telescópio espacial Hubble da NASA conseguiu captar a extraordinária imagem de uma nuvem interestelar rosa, composta por gás e pó e rodeada por estrelas jovens.

O objeto espacial LHA 120-N 150 se localiza na zona exterior da Nebulosa da Tarântula, situada na Grande Nuvem de Magalhães, que orbita a Via Láctea a uma distância de 160 mil anos-luz da Terra, informa o portal do projeto da NASA e da Agência Espacial Europeia (ESA).

De acordo com os cientistas, esta nuvem interestelar é candidata perfeita para estudar as origens de estrelas massivas. Conforme os modelos teóricos de formação de estrelas massivas, elas deviam se formar dentro de aglomerados estelares. No entanto, as observações indicam que até 10% das estrelas massivas se formaram separadamente.

A Nebulosa da Tarântula pode servir como um "laboratório" perfeito para a pesquisa, por poderem ser encontradas tanto estrelas massivas formadas tanto dentro como fora de aglomerados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала