Médicos chineses acreditam que Europa comete erros no combate ao coronavírus

© AP Photo / Xiao YijiuEnfermeira atende pacientes infectados pelo coronavírus em Wuhan
Enfermeira atende pacientes infectados pelo coronavírus em Wuhan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As equipes médicas que cuidam dos pacientes contaminados pelo coronavírus não estão suficientemente preparadas, o que representa um grande erro, segundo médicos chineses.

Um erro fundamental no combate à COVID-19 é a pouca proteção das equipes médicas responsáveis pelo tratamento dos pacientes contaminados pelo vírus, fator que aumenta a taxa de infectados, segundo médicos da cidade de chinesa de Wuhan em entrevista ao canal Bloomberg.

"Nossos colegas europeus contraem a doença durante a prática diária em uma dimensão semelhante à situação inicial de Wuhan. Precisamos proteger nossas equipes médicas", comentou Wu Dong, professor do Hospital Universitário da União Médica de Pequim.

O erro se repete

De fato, em Wuhan no começo da epidemia, milhares de médicos foram infectados durante as primeiras semanas de janeiro devido à falta de meios de proteção e informação sobre o vírus. Ao menos 46 faleceram.

Segundo médicos da China, os pacientes contaminados não apresentam sintomas no começo e transmitem o vírus para outras pessoas sem saber.

Portanto, os médicos do país asiático sugerem que sejam efetuados exames para detectar a contaminação em um estado precoce. Eles aconselham também que, enquanto a pandemia existir, não devemos excluir novos casos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала