Marte já teria tido condições favoráveis para vida, dizem pesquisadores do MIT

Nos siga noTelegram
Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) afirmaram que as condições no Planeta Vermelho poderiam ter sido propícias para a formação de moléculas de RNA (ácido ribonucleico).

A equipe científica liderada pelo cientista planetário Angel Mojarro, do MIT, modelou as condições geoquímicas de Marte há quatro bilhões de anos, com base no conhecimento atual da geoquímica do planeta.

"Neste estudo sintetizamos observações locais e orbitais de Marte, bem como a modelagem de sua atmosfera inicial em soluções contendo uma gama de pHs e concentrações de metais prebioticamente relevantes, abrangendo vários possíveis ambientes aquosos", escreveram os cientistas no estudo publicado no bioRxiv.

"Nós então determinamos experimentalmente a cinética da degradação do RNA devido à hidrólise catalisada por metais e avaliamos se Marte nos tempos primordiais poderia ter sido permissivo em relação à acumulação de polímeros de RNA de longa duração."

Se o estudo estiver correto, a vida pode ter se formado em Marte de acordo com a hipótese do mundo do RNA, que assume, como parte do processo evolutivo, que o RNA é anterior ao DNA (ácido desoxirribonucleico) no qual nossa informação genética é largamente encontrada.

© NASANASA registra imagem de água congelada na superfície de Marte
Marte já teria tido condições favoráveis para vida, dizem pesquisadores do MIT - Sputnik Brasil
NASA registra imagem de água congelada na superfície de Marte

A pesquisa ainda não foi revisada, mas a história geoquímica do planeta pode ser usada para determinar se Marte em algum momento foi pelo menos propício à vida.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала