Países do Mercosul fecharão parcialmente suas fronteiras devido ao coronavírus

© AP Photo / Jorge SaenzMario Abdo Benítez, presidente do Paraguai
Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O atual presidente temporário do bloco Mercosul, Mario Abdo Benítez, anunciou que todos os membros da organização anunciarão uma resolução conjunta esta segunda-feira (16).

Os países do Mercosul fecharão parcialmente as suas fronteiras com o objetivo de "reduzir as entradas e saídas" em meio à pandemia de COVID-19.

Conforme disse o chefe de Estado do Paraguai e atual presidente temporário do Mercosul, Mario Abdo Benítez, todos os países-membros da organização tomarão uma resolução conjunta esta segunda-feira.

"Vamos encerrar diversos lugares e vamos reduzir as entradas e saídas nas nossas fronteiras para que haja mais controle", afirmou Benítez.

"Uma das propostas é o fechamento parcial das fronteiras para as pessoas, mas não para as mercadorias" explicou o presidente paraguaio.

As autoridades do Paraguai anunciaram na terça-feira passada (10) a suspensão das aulas em todos os estabelecimentos de ensino, bem como eventos em massa (de caráter público ou privado) por um período de 15 dias, para evitar a propagação do coronavírus.

Na noite de 15 de março, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou o fechamento das fronteiras para as entradas no país. "Durante os próximos 15 dias ninguém poderá entrar no país exceto os argentinos e estrangeiros residentes", disse.

Além disso o presidente do Uruguai, Luis Alberto Lacalle Pou, decretou na passada sexta-feira "emergência sanitária", depois de reportar os primeiros casos de coronavírus no país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала