Obuseiros autopropulsados com munições controláveis são enviados para sul da Rússia

© Sputnik / Vitaly Timkiv / Abrir o banco de imagensObuseiro autopropulsado 2S19 Msta-S durante exercícios no polígono de Molkino na região russa de Krasnodar (imagem referencial)
Obuseiro autopropulsado 2S19 Msta-S durante exercícios no polígono de Molkino na região russa de Krasnodar (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Distrito Militar do Sul da Rússia acaba de receber um lote dos novíssimos obuseiros autopropulsados 2S19M2 Msta-S, capazes de atingir alvos a 29 km com munições precisas e controláveis.

O equipamento, capaz de realizar até oito disparos por minuto, recebeu um novo sistema automatizado de direcionamento de fogo com maior cadência de tiro.

Conforme informou o serviço de imprensa do Distrito Militar do Sul, pelo menos duas baterias se juntaram ao 49° Exército.

"Existe a possibilidade de uso de mapas eletrônicos digitais, o que agiliza significativamente a orientação em locais com condições geográficas adversas, permitindo executar as tarefas com maior eficiência e rapidez", declarou o órgão.

Munições e armamento

Atualmente, o obuseiro 2S19M2 pode usar munições Santimetr e Krasnopol-M1, ambas de alta precisão e com alcance aumentado.

A plataforma também pode disparar iluminadores, munições de guia e também nucleares, assim como projéteis destinados a criar interferência de rádio.

O obuseiro é ainda equipado com a metralhadora antiaérea Utes de 12,7 mm, com cadência de 800 tiros por minuto e alcance de 2 km.

A metralhadora fica instalada na torre giratória do comandante. No total, a tripulação é de 5 homens.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала