EUA incluem Reino Unido e Irlanda em lista de proibição de voos

© AP Photo / J. Scott ApplewhiteDonald Trump fala com repórteres no jardim externo da Casa Branca, em Washington, EUA, em 7 de fevereiro de 2020 (foto de arquivo)
Donald Trump fala com repórteres no jardim externo da Casa Branca, em Washington, EUA, em 7 de fevereiro de 2020 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Todos os voos dos Estados Unidos para o Reino Unido e a Irlanda vão parar a partir da segunda-feira (16) à noite como forma de conter a pandemia da doença por coronavírus (COVID-19), disse o vice-presidente dos EUA, Mike Pence.
"O presidente [dos EUA, Donald Trump] tomou a decisão de suspender todas as viagens ao Reino Unido e Irlanda a partir da meia-noite de segunda-feira à noite", disse Pence durante entrevista coletiva neste sábado (14).

Segundo o secretário interino de Segurança Interna, Chad Wolf, os estrangeiros que estiveram na Irlanda ou no Reino Unido nas últimas duas semanas seriam impedidos de entrar nos EUA.

"Essas restrições vão barrar viagens para determinados estrangeiros que estiveram presentes no Reino Unido ou na Irlanda nos últimos 14 dias e, novamente, entram em vigor à meia-noite de segunda-feira", disse Wolf, acrescentando que as restrições não se aplicam aos cidadãos dos EUA.

A medida, porém, terá exceções para cargas aéreas e marítimas, acrescentou Wolf. 

Na sexta-feira (13), Trump anunciou que os EUA entraram em estado de emergência devido ao novo coronavírus. Durante a semana, o presidente norte-americano já havia anunciado restrições a voos ligando os EUA e 26 países europeus. A Europa é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o novo epicentro da COVID-19.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала