- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Eventos esportivos devem ser suspensos em países que apresentam casos de COVID-19, diz especialista

© REUTERS / UEFA PoolPartida entre Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund, válida pela Liga dos Campeões da Europa, não contou com a presença de torcedores por determinação da prefeitura de Paris em decorrência da pandemia de COVID-19.
Partida entre Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund, válida pela Liga dos Campeões da Europa, não contou com a presença de torcedores por determinação da prefeitura de Paris em decorrência da pandemia de COVID-19. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em um comunicado nesta quinta-feira (12), a Conmebol decidiu suspender os jogos da Copa Libertadores a partir da próxima semana.

A determinação da Conmebol passa a valer a partir do dia 15 de março, próximo domingo.

Outro caso, dessa vez nos Estados Unidos, ocorreu após a confirmação de que dois jogadores do time de basquete do Utah Jazz testaram positivo para o coronavírus. A NBA anunciou então que os jogos da temporada 2019/2020 estão suspensos até segunda ordem.

Em entrevista à Sputnik Brasil, Paolo Zanotto, Professor de Virologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP), disse que medidas deste tipo são necessárias.

"São decisões extremamente sensatas, que partem do pressuposto de que tem que haver a redução do crescimento da pandemia. Quando se faz essas técnicas de distanciamento social, se diminui contato entre as pessoas, o que é fundamental para transmissão do vírus. Se a gente conseguir reduzir a transmissão do vírus, a quantidade de novos casos vai ser diluída no tempo e com isso a gente não satura e não leva ao colapso do sistema de saúde", afirmou.

Para Paolo Zanotto, todos os países com registros de casos de COVID-19 deveriam suspender eventos com grande aglomeração de pessoas.

"Esse tipo de atitude eu acho louvável, já tinha sido encorajada a semanas atrás e deveria ter sido implementada em todos os países que começam a ter casos", disse.

Paolo Zanotto argumenta que países que implementaram medidas que visam o distanciamento entre as pessoas têm tido mais sucesso no combate a propagação de COVID-19.

"Lugares que implementaram medidas de intervenção não farmacêutica, baseada em distanciamento social, como Cingapura, Japão e Hong Kong, a curva de crescimento é muito menos inclinada, portanto está causando muito menos impacto no sistema de saúde. Ou seja, a quantidade de pessoas chegando para serem atendidas é menor por unidades de tempo", completou.

Zanotto recomenda, inclusive, que o governo brasileiro suspenda a presença de torcedores em partidas de futebol.

"O governo tem que fazer o seguinte: fazer o jogo de futebol com transmissão aberta por televisão. Eu acho que aí a questão do retorno financeiro tem que ser secundária. O que importa é a saúde das pessoas", disse.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала