Especialista americano prevê agravamento do coronavírus: 'Vai ficar cada vez pior'

© REUTERS / Andrew KellyMulher com máscara de proteção em Manhattan, Nova York, nos EUA, 11 de março de 2020
Mulher com máscara de proteção em Manhattan, Nova York,  nos EUA, 11 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A situação com o coronavírus nos Estados Unidos vai se deteriorar significativamente, disse o diretor de centro de controle de doenças Infecciosas dos EUA, Anthony Fauci.

O especialista afirmou, em uma audiência perante o Comitê de Supervisão da Câmara dos Representantes dos EUA que a propagação da COVID-19 "vai piorar".

"Vamos ver mais casos e as coisas vão ficar piores do que estão agora", alertou Fauci, citado pelo CBS News, acrescentando que o grau de agravamento depende da capacidade das comunidades de conter e mitigar a doença.

O chefe do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA advertiu que o país "está enfrentando um problema muito sério" e notou a necessidade de testes e controle mais extensivo de populações potencialmente infectadas.

"No próximo mês, mais ou menos, devemos contar com medidas de saúde pública para conter este surto", previu o especialista.

© REUTERS / David RyderKit para teste do novo coronavírus no Centro Médico de Harborview, em Washington, EUA, 29 de fevereiro de 2020
Especialista americano prevê agravamento do coronavírus: 'Vai ficar cada vez pior' - Sputnik Brasil
Kit para teste do novo coronavírus no Centro Médico de Harborview, em Washington, EUA, 29 de fevereiro de 2020

Durante o encontro com parlamentares, Fauci também afirmou que os americanos não devem esperar que o vírus desapareça em breve com a chegada das estações mais quentes, como sugeriu recentemente o presidente norte-americano Donald Trump.

Fauci destacou que a vacina não poderá estar disponível nos próximos meses e, na melhor das hipóteses, poderá não estar disponível até daqui a um ano e meio.

Nesta quarta-feira (11), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia devido ao novo coronavírus, alertando que os países agora precisam preparar respostas para detectar, proteger, tratar, reduzir a transmissão, inovar e aprender.

Segundo os últimos dados, há mais de 126 mil casos de infectados pelo novo coronavírus no mundo em 114 países, além de 4.638 mortes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала