- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Acusados de matar Marielle Franco e Anderson Gomes vão a júri popular

© Foto / Mário Vasconcellos/Divulgação/ Câmara Municipal do Rio de JaneiroMarielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março
Marielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio de Queiroz, acusados de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, vão a júri popular.

A decisão foi tomada nesta terça-feira (10) pelo Tribunal de Justiça do Rio, quatro dias antes de o crime completar dois anos.

"O embate entre a tese ministerial (do Ministério Público) e as defensivas deve ser decidido pelo Tribunal Popular", escreveu o juiz Gustavo Gomes Kalil, citado pelo portal G1.

O juiz considerou que Élcio de Queiroz e Ronnie Lessa agiram por motivo torpe, armaram uma emboscada e dificultaram a defesa das vítimas.

© AFP 2022 / Polícia CivilO policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos (à esquerda), e o ex-policial militar Elcio Vieira de Queiroz, de 46 (à direita), presos acusados de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes.
Acusados de matar Marielle Franco e Anderson Gomes vão a júri popular - Sputnik Brasil
O policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos (à esquerda), e o ex-policial militar Elcio Vieira de Queiroz, de 46 (à direita), presos acusados de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes.

De acordo com denúncia apresentada pelo Ministério Público do Rio, Ronnie Lessa teria disparado os tiros que mataram a vereadora e o motorista, enquanto Élcio Queiróz teria dirigido o carro usado no crime.

Os dois estão presos há um ano e cumprem a pena em penitenciárias de segurança máxima.

Marielle e Anderson foram baleados em 14 de março de 2018 por homens que usavam submetralhadora e seguiam o carro deles em outro automóvel.

Somente em 12 de março de 2019, dois dias antes de completar um ano do crime, Élcio de Queiroz e Ronnie Lessa foram presos. Até hoje, não se sabe quem mandou matar Marielle e os motivos do assassinato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала