Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Não voltem': Sul da Itália receia chegada de contaminados com coronavírus

© AP Photo / Andrew MedichiniTuristas visitam o Coliseu em meio à epidemia de coronavírus na Itália
Turistas visitam o Coliseu em meio à epidemia de coronavírus na Itália - Sputnik Brasil
Nos siga no
As regiões do Sul da Itália pediram aos milhares de italianos que trabalham no norte do país que não retornem para suas casas no sul de Itália, com receio de que estes tragam consigo o coronavírus.

O governo italiano anunciou a quarentena de quase todo o Norte do país na noite deste sábado (7), confinando ao todo dezesseis milhões de habitantes da rica região de Lombardia, da qual Milão é capital, além de 14 outras províncias, revela a agência Reuters.

Segundo estimativas, aproximadamente dois milhões de pessoas haviam nos últimos anos deixado o Sul em direção ao próspero Norte da Itália, buscando melhores condições econômicas.

Michele Emiliano, governador de Puglia, na costa Adriática, fez um apelo através do Facebook, pedindo que seus compatriotas não deixem o epicentro da propagação do coronavírus no país europeu:

"Digo como se fossem meus filhos, irmãos, sobrinhos e sobrinhas: parem e voltem [...] saiam na primeira estação, não peguem voos... deixem seus carros no caminho, saiam de seus ônibus. Não tragam a epidemia da Lombardia, Vêneto e Emília para Puglia".

Para demonstrar sua determinação, ele assinou um decreto, estipulando que qualquer pessoa vinda das regiões afetadas terá que se colocar em quarentena por duas semanas.

As regiões da Lombardia, Emília e Vêneto representam 85% dos 5.883 casos confirmados de pacientes infectados pelo coronavírus na Itália.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала