EUA teriam informações convincentes de que Talibã não pretende cumprir acordo de paz

© AFP 2022 / Noorullah ShirzadaMilitantes e talibãs afegãos participam de reunião para celebrar o acordo de paz e sua vitória no conflito afegão sobre os EUA no Afeganistão, na província de Laghman, 2 de março de 2020
Militantes e talibãs afegãos participam de reunião para celebrar o acordo de paz e sua vitória no conflito afegão sobre os EUA no Afeganistão, na província de Laghman, 2 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo dos EUA teria coletado informações convincentes de que o Talibã não pretende cumprir as promessas que fizeram no acordo recentemente assinado com Washington, segundo mídia.

"Eles [combatentes do Talibã] não têm a intenção de cumprir o seu acordo", disse à NBC News um funcionário americano informado sobre inteligência que dois outros descreveram como evidência que explicita as intenções do Talibã.

De acordo com a fonte, os relatórios de inteligência coincidem com declarações do Talibã (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) no Paquistão de que o grupo vê o processo de paz como uma oportunidade para assegurar a retirada dos "invasores" americanos.

Depois disso, o grupo terrorista supostamente pretende atacar o "governo afegão apoiado pelos EUA".

Washington se comprometeu a reduzir o número de tropas no país asiático para 8.600 soldados. O secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo expressou na quinta-feira (5) a confiança que a liderança talibã está fazendo todo o possível para implementar o acordo.

© REUTERS / Ibraheem Al OmariRepresentante dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalizad (à esquerda) aperta mão do representante do Talibã (Abdul Ghani Baradar) em ato de assinatura de acordo de paz entre ambos os lados em 29 de fevereiro no Qatar
EUA teriam informações convincentes de que Talibã não pretende cumprir acordo de paz - Sputnik Brasil
Representante dos EUA para o Afeganistão, Zalmay Khalizad (à esquerda) aperta mão do representante do Talibã (Abdul Ghani Baradar) em ato de assinatura de acordo de paz entre ambos os lados em 29 de fevereiro no Qatar

No dia 29 de fevereiro, os EUA e o Talibã assinaram em Doha, capital do Qatar, o primeiro acordo de paz em mais de 18 anos de guerra. O acordo prevê a retirada das tropas estrangeiras do Afeganistão dentro de 14 meses e o início do diálogo interafegão após o acordo sobre a troca de prisioneiros.

Dias após a assinatura do acordo, as Forças Armadas dos EUA declararam que realizaram um ataque aéreo retaliatório contra o Talibã em Nahr-e Saraj, no Afeganistão, em 4 de março.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала