Presidente do Bradesco defende manutenção de Guedes no cargo: 'A equipe está bem ajustada'

© Folhapress / Pedro Ladeira/FolhapressO presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, após reunião na sede do ministério, em Brasília no dia 6 de maio de 2019.
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, após reunião na sede do ministério, em Brasília no dia 6 de maio de 2019. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, defendeu em entrevista publicada nesta sexta-feira (6) o ministro da Economia, Paulo Guedes, e a gestão econômica do presidente Jair Bolsonaro.

"Qualquer mexida agora na equipe econômica, a substituição de Paulo Guedes, não seria salutar para o País. A equipe está bem ajustada. As pessoas que estão lá são competentes. Sabem o que precisa ser feito e estão no caminho correto. Mudanças agora não seriam saudáveis para o País. O Brasil precisa entrar em uma rota de crescimento e Paulo Guedes está fazendo tudo de maneira adequada", disse Lazari em entrevista à revista IstoÉ. 

O presidente do segundo maior banco privado do país também defendeu outros nomes da equipe econômica, como os comandantes do Banco Central, Roberto Campos, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, o presidente do Banco Central, Roberto Campos, e o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar. 

O Bradesco registrou lucro recorde em 2019: R$ 25,9 bilhões. A cifra representa crescimento de 20% em relação ao ano anterior.

Nesta semana, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o PIB de 2019 registrou crescimento de 1,1%, na comparação com 2018. É o menor crescimento dos últimos três anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала