Coreia do Sul convoca embaixador do Japão em retaliação a restrições de viagens por novo coronavírus

© AP Photo / Ahn Young-joonSoldados da Coreia do Sul jogam spray desinfetante como forma de prevenir contra o novo coronavírus.
Soldados da Coreia do Sul jogam spray desinfetante como forma de prevenir contra o novo coronavírus. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul convocou o embaixador do Japão em Seul, nesta sexta-feira (6), em protesto contra a decisão japonesa de mandar os visitantes sul-coreanos em quarentena devido ao novo coronavírus.

A Coreia do Sul registrou 42 mortes e 6.593 infecções e se tornou o maior surto de coronavírus fora da China.

"Se o governo japonês não retirar sua decisão [...] não podemos deixar de conceber contramedidas necessárias, incluindo medidas recíprocas", disse a ministra das Relações Exteriores sul-coreana, Kang Kyung-wha, ao embaixador japonês Koji Tomita, citada pela agência Reuters.

O Japão proibiu a entrada de visitantes de áreas altamente afetadas na Coreia do Sul e ordenou duas semanas em quarentena para os outros sul-coreanos que desembarcassem em solo japonês.

"Lamentamos profundamente as medidas injustas tomadas pelo governo japonês", acrescentou Kang.

O porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, defendeu as medidas.

"A decisão foi resultado de uma análise abrangente das informações disponíveis sobre a situação em outros países e os efeitos de outras medidas", disse.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала