Forças de Defesa de Israel cancelam exercício militar com EUA devido a COVID-19

© AFP 2022 / Jack GuezSoldados do Exército dos EUA durante exercício militar conjunto israelo-americano Juniper Cobra, no sul de Israel (imagem de arquivo)
Soldados do Exército dos EUA durante exercício militar conjunto israelo-americano Juniper Cobra, no sul de Israel (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos e Israel cancelaram seu principal exercício de defesa antimíssil em meio a um surto de coronavírus, disseram os militares israelenses em um comunicado.

"Seguindo as instruções do Ministério da Saúde de Israel e a avaliação da situação sobre a propagação do coronavírus, e em estreita coordenação com o EUCOM [Comando Europeu dos EUA], o chefe de pessoal [das Forças de Defesa de Israel] e o comandante do EUCOM decididiram interromper o exercício", disseram as FDI em comunicado.

"As FDI apreciam e valorizam a estreita cooperação com os militares dos EUA e antecipam exercícios conjuntos no futuro", destacaram as forças israelenses, citadas pelo Times of Israel.

O exercício bianual conjunto, chamado Juniper Cobra, começou em Israel no dia 3 de março e deveria durar até 13 de março com a participação de mais de 600 militares norte-americanos que chegaram da Alemanha e dos EUA.

Evitar a propagação

Israel está introduzindo restrições especiais para as pessoas que chegam da Austrália e Itália, para ajudar a evitar a propagação da doença COVID-19, provocada pelo coronavírus. Todos os israelenses que chegam de ambos os países são submetidos a uma quarentena de 14 dias.

© AP Photo / Jacquelyn Martin, PoolBandeiras de Israel e dos EUA
Forças de Defesa de Israel cancelam exercício militar com EUA devido a COVID-19 - Sputnik Brasil
Bandeiras de Israel e dos EUA

As mesmas restrições de viagem aplicam-se a pessoas vindas do Japão, Coreia do Sul, Tailândia, Hong Kong, Macau e Singapura. Israel também proibiu temporariamente a entrada de estrangeiros no país, caso tenham estado recentemente na China.

No mundo inteiro, mais de 95.425 casos foram relatados, com 53.400 pessoas tendo se recuperado e 3.286 morrido da doença desde que foi identificada em Wuhan, na China, em dezembro de 2019.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала