Diplomata e conselheiro do chanceler do Irã morre de coronavírus

Nos siga noTelegram
O diplomata iraniano Hossein Sheikholeslam faleceu nesta quinta-feira (5) por conta do coronavírus. Ele já havia trabalhado como embaixador na Síria e aconselhava o chanceler Javad Zarif.

De acordo com a agência de notícias Fars, o diplomata morreu no Hospital Masih Daneshvari, em Teerã, capital do país persa. 

Ainda como estudante, Sheikholeslam ficou famoso em seu país por conta de sua participação na crise com reféns entre Estados Unidos e Irã. 

O novo tipo de coronavírus, que causa a doença COVID-2019, já infectou 23 congressistas do Irã. O vírus também foi responsável pela morte de Mohammad Mirmohammadi, um dos conselheiros do aiatolá Ali Khamenei. As escolas do país estão fechadas até 20 de março.

Cerca de 3.500 iranianos foram infectados pelo coronavírus e 308 morreram. O vírus se espalhou por "quase todas" as províncias, de acordo com o presidente Hassan Rouhani.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала