União de estrelas forma anã branca nunca vista antes

© NASAAnã branca
Anã branca  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A união de duas estrelas formou uma anã branca nunca antes vista. A nova estrela, WDJ0551+4135, localizada a 150 anos-luz da Terra, é ultramaciça e possui uma atmosfera rica em carbono.

O fato de a estrela apresentar uma atmosfera altamente densa e rica em carbono está intrigando os astrônomos, já que esse é um fenômeno que nunca antes tinha sido visto.

De acordo com o artigo publicado na Nature Astronomy, o astro teria essas características devido a ser formado a partir de duas anãs brancas, que ao invés de colidirem, formaram uma só.

"Essa estrela se destacou como algo que nunca vimos antes. Você pode esperar ver uma camada externa de hidrogênio, às vezes misturada com hélio, ou apenas uma mistura de hélio e carbono [...] Você não espera ver essa combinação de hidrogênio e carbono ao mesmo tempo, pois deve haver uma espessa camada de hélio entre as camadas que proíbe essa mistura [...]", comunicou Mark Hollands, um dos cientistas do estudo.

A maioria das anãs brancas é relativamente leve e possui aproximadamente 0,6 vezes a massa do Sol, entretanto, a WDJ0551+4135 tem 1,14 massas solares. Apesar de sua massa, ela é extremamente compacta, possuindo apenas dois terços do diâmetro da Terra.

© Foto / Universidade de Warwick/Mark GarlickRepresentação artística de duas anãs brancas em processo de fusão, formando a WDJ0551+4135
União de estrelas forma anã branca nunca vista antes - Sputnik Brasil
Representação artística de duas anãs brancas em processo de fusão, formando a WDJ0551+4135

Acredita-se que a WDJ0551+4135 tenha sido formada depois de envolver a segunda estrela, após ela ter se expandido no final de sua vida útil, fazendo com que se aproximassem cada vez mais, até à união.

A fusão dessas duas anãs brancas é incomum pelo fato de a maioria das fusões ocorrer entre estrelas de massas diferentes. Desta vez, ocorreu entre dois astros do mesmo tamanho.

"Ainda não se sabe ao certo sobre que tipo de sistemas estelares chega ao estágio de supernova. Por mais estranho que pareça medir as propriedades dessa supernova 'falha' e outras similares nos indicará sobre os caminhos para fusão termonuclear", ressaltou Hollands, que acredita que a descoberta pode fornecer pistas sobre a formação do Universo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала