Síria acusa EUA de venderem petróleo sírio através da Turquia

© AFP 2022 / Youssef KarwashanPoço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo)
Poço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ministro do Comércio Interior da Síria, Atef Naddaf, disse que seu país é obrigado a importar petróleo, enquanto os EUA mantêm forças em zonas ricas de petróleo do seu país.

Em declaração ao canal de TV Rossiya 24, Atef Naddaf disse:

"Nosso inimigo, os EUA, vendem [petróleo] à Turquia, etc, e através da Turquia para fora [a outros países]".

Ainda segundo o ministro, isso acontece ao mesmo tempo que a Síria é obrigada a importar petróleo, que só se pode comprar em dólares.

Contudo, os bancos do país estão impedidos de realizar atividades financeiras livremente fora do país devido às sanções norte-americanas.

Anteriormente se tornou pública a informação de que os EUA estavam planejando a construção de duas bases militares na Síria, sendo que ambas ficariam próximas de poços de petróleo sírios.

Saída sem prazo

Apesar do presidente norte-americano, Donald Trump, ter demonstrado interesse em remover suas forças militares do país árabe, os mais recentes eventos apontam para a manutenção das forças do Pentágono na Síria.

Enquanto isso, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, declarou ontem (28) que seu país busca uma forma para ajudar a Turquia no conflito sírio.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала