Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Doença que atinge humanos é encontrada em dinossauro de 66 milhões de anos (FOTO)

© Fotolia / RamirezomOssos de dinossauro (foto de arquivo)
Ossos de dinossauro (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma doença que até hoje afeta os seres humanos foi descoberta na cauda fossilizada de um dinossauro de 66 milhões de anos.

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, confirmaram a existência de um tumor benigno no fóssil de um hadrossauro de 66 milhões de anos, encontrado em Alberta, no Canadá.

Segundo o artigo publicado pelos cientistas na revista Scientific Reports, esse tumor atinge as pessoas até hoje.

A professora de anatomia e antropologia da Universidade de Tel Aviv, Hila May, afirmou que os ossos continham "grandes cavidades, evidentemente criadas por tumores, em duas vértebras da cauda de um jovem dinossauro".

© Foto / Universidade de Tel Aviv / Assaf EhrenreichTumor que atinge seres humanos é encontrado em cauda de dinossauro de 66 milhões de anos
Doença que atinge humanos é encontrada em dinossauro de 66 milhões de anos (FOTO) - Sputnik Brasil
Tumor que atinge seres humanos é encontrado em cauda de dinossauro de 66 milhões de anos

Os pesquisadores acreditam que a descoberta indique que as formas das cavidades foram criadas pelo tumor da histiocitose de células de Langerhans (HCL), doença conhecida por surgir em crianças com menos de 10 anos de idade. A doença pode causar muita dor, entretanto, não é fatal.

"A suscetibilidade a doenças é comum em seres humanos e dinossauros. Como grande parte da história biológica de todos os seres vivos é moldada por suas doenças, reconhecê-las em ossos fossilizados pode fornecer informações importantes sobre a fisiologia diária e o ambiente ao redor", citaram os autores do estudo.

Durante o estudo, os pesquisadores utilizaram tomografias computadorizadas das vértebras do dinossauro e reconstruíram uma imagem 3D, confirmando a hipótese.

Agora os pesquisadores pretendem compreender melhor o que causa a HCL, bem como suas razões evolutivas que permitiram sua permanência em espécies tão diferentes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала