Responsáveis da ONU são instados a não usar o WhatsApp

© Sputnik / Natalia SeliverstovaLogotipo do WhatsApp no monitor do smartphone e computador
Logotipo do WhatsApp no monitor do smartphone e computador - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os funcionários das Nações Unidas foram solicitados a não comunicar através da WhatsApp por razões de segurança, afirmou nesta quinta-feira (23) um porta-voz da ONU.

A novidade foi divulgada em uma coletiva de imprensa no dia imediato à publicação de um relatório de dois especialistas da ONU, em que se relatou haver fortes suspeitas que a Arábia Saudita invadiu o telefone do chefe da Amazon, Jeff Bezos, em 2018 através deste popular aplicativo.

Farhan Haq, porta-voz da ONU, acabaria igualmente por informar que essa instrução data já desde junho de 2019 por não ser um aplicativo considerado seguro. Questionado se o celular do secretário-geral havia sido hackeado em uma qualquer conversa com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Haq respondeu laconicamente que António Guterres não usa o aplicativo.

Os responsáveis do WhatsApp reagiram de imediato garantindo aos seus mais de 1,5 bilhão de usuários que não há motivo para preocupações por sua utilização ser totalmente segura.

Relembre-se que o Brasil é um dos países com maior penetração no mercado do WhatsApp, com um número de usuários rondando os 120-140 milhões.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала