Exército europeu? UE já 'construiu as bases' para defesa comum, disse líder da Comissão Europeia

© AP Photo / Sava RadovanovicSoldados alemães operando na Bósnia como parte da missão da OTAN
Soldados alemães operando na Bósnia como parte da missão da OTAN - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Europa precisa de "capacidade militar confiável" para "definir o seu próprio futuro", declarou a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A ex-ministra da Defesa da Alemanha e atual líder da Comissão Europeia, Ursula von der Leyer, declarou que a Europa já "construiu as bases para a União de Defesa Europeia".

A União de Defesa seria "complementar à OTAN e diferente dela", acrescentou. "Há um estilo europeu de conduzir a política externa e a política de segurança internacional, que tem o poder bélico como um instrumento importante [...] mas nunca como o único instrumento", declarou.

A Europa precisa de "capacidade militar confiável" para responder às crises da atualidade, declarou von der Leyer durante a sua participação no Fórum Econômico de Davos, na Suíça.

© REUTERS / Denis Balibouse Líder da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, durante a abertura do 50º Fórum Econômico de Davos, na Suíça, em 20 de janeiro de 2020
Exército europeu? UE já 'construiu as bases' para defesa comum, disse líder da Comissão Europeia - Sputnik Brasil
Líder da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, durante a abertura do 50º Fórum Econômico de Davos, na Suíça, em 20 de janeiro de 2020

A líder da Comissão Europeia ainda tratou de outro tema sensível na União Europeia, que é a proteção de dados pessoais, afirmando que o princípio de "proteção da dignidade digital da pessoa humana" deve prevalecer na Europa.

A regulamentação da privacidade poderá ser utilizada como base para a futura elaboração de legislação sobre inteligência artificial, acredita a alemã.

Pacto verde é uma 'estratégia de crescimento'

A líder da Comissão Europeia tratou de um outro tema importante para essa edição do Fórum Econômico de Davos, que são os riscos econômicos associados às mudanças climáticas.

"O Relatório Global de Risco, publicado pelo Fórum Econômico Mundial, aponta que os cinco maiores riscos à economia são relacionados com as mudanças do clima", declarou.

A alemã anunciou a alocação de cerca de € 1 trilhão (mais de R$ 4.600 bilhões) para investimentos sustentáveis na próxima década.

"O pacto verde europeu é a nossa nova estratégia de crescimento. Nós vamos, seguramente, fazer a transição de uma economia baseada em combustíveis fósseis para uma baseada na sustentabilidade e na economia digital", declarou.

Ela também elogiou a China por "dar os primeiros passos rumo ao estabelecimento de um sistema de compensação de CO2", reportou a DW.

© REUTERS / Denis BalibouseA ativista sueca de mudança climática Greta Thunberg fala durante uma sessão na 50ª reunião anual do Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos, Suíça, em 21 de janeiro de 2020.
Exército europeu? UE já 'construiu as bases' para defesa comum, disse líder da Comissão Europeia - Sputnik Brasil
A ativista sueca de mudança climática Greta Thunberg fala durante uma sessão na 50ª reunião anual do Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos, Suíça, em 21 de janeiro de 2020.

As declarações de von der Leyen foram feitas durante o discurso proferido nesta quarta-feira (22) no Fórum Econômico de Davos, celebrado entre 21 e 24 de janeiro.

'Nuvem da Ciência'

Além dos temas de segurança e economia, a líder da Comissão Europeia declarou que os países do bloco estão trabalhando para criar um espaço virtual destinado à troca de informações científicas.

O projeto consiste na criação de uma "nuvem da ciência", na qual todas as informações sobre pesquisas científicas conduzidas na União Europeia ficariam armazenadas.

© REUTERS / Jonathan ErnstUrsula von der Leyen durante encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, durante o 50º Fórum Econômico Mundial
Exército europeu? UE já 'construiu as bases' para defesa comum, disse líder da Comissão Europeia - Sputnik Brasil
Ursula von der Leyen durante encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, durante o 50º Fórum Econômico Mundial

A nuvem seria um espaço virtual "de dados não personalizados", para o qual as empresas e os governos poderiam contribuir, a fim de usá-lo como um recurso para a inovação.

Cientistas europeus já estão criando uma "nuvem aberta da ciência", que permite armazenar informações científicas e acessar os dados obtidos por outros pesquisadores, declarou von der Leyen.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала