Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Descoberta em meio a chamas: estrutura misteriosa aparece após incêndios na Austrália (FOTOS)

CC BY-SA 2.0 / cafuego / Budj BimPaisagem cultural de Budj Bim (imagem de arquivo)
Paisagem cultural de Budj Bim (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os incêndios florestais que devastaram a Austrália revelaram restos de um antigo sistema hídrico construído há milhares de anos por povos indígenas no sudoeste do estado australiano de Victoria.

Os incêndios, que começaram em dezembro e foram controlados apenas recentemente, queimaram a vegetação espessa da área e "desnudaram" a notável descoberta de um sistema hídrico na chamada Paisagem Cultural de Budj Bim - adicionado à Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO em julho de 2019.

Esse conjunto de extensos canais de água e represas, construído de rochas vulcânicas para capturar enguias para alimento, é um dos sistemas de aquicultura mais extenso e antigo do mundo.

"Quando voltamos à área, encontramos um canal escondido na grama e em outra vegetação. Tinha cerca de 25 metros de comprimento, o que era um tamanho bastante substancial", disse o representante do povo aborígene australiano Gunditjmara, Denis Rose, citado pela CNN.

De acordo com o oficial, as novas estruturas são agora claramente visíveis na paisagem queimada, assemelhando-se a canais e represas.

​A única boa notícia da intensa crise dos incêndios na Austrália é que foram encontrados novos locais de ocupação indígena na Paisagem Cultural de Budj Bim em Gunditjmara

"Foi uma surpresa encontrar continuamente novas estruturas que os incêndios revelaram", comentou.

​O fogo revela estruturas antigas para a captura maciça de enguias pelo povo Gunditjmara na Paisagem Cultural de Budj Bim, Patrimônio Mundial da UNESCO na Austrália

​Vale a pena uma viagem à terra de Heywood- Gunditjmara. Armadilhas de enguias, casas e restos da missão do Lago Condah. Braydon é um tesouro nacional

Os bombeiros e grupos locais uniram esforços para identificar locais culturalmente importantes e usar "técnicas de baixo impacto" em substituição da maquinaria pesada ao apagar as chamas que atingiram a área no final de dezembro. Os habitantes locais esperam agora fazer amplo uso desta oportunidade para explorar ainda mais o antigo sistema de aquicultura.

"Durante as próximas semanas, esperamos realizar um levantamento abrangente do patrimônio cultural para verificar áreas que não foram registradas anteriormente. É importante porque proporcionou uma vida rica e sustentável para os povos tradicionais e tem continuado a ser uma parte importante da nossa vida cultural", disse o representante do povo Gunditjmara.

Construído pelo povo Gunditjmara há mais de 6.600 anos, acredita-se que o sistema hídrico de Budj Bim seja mais antigo que as pirâmides do Egito e que tenha fornecido uma base econômica e social para a sociedade aborígene, acreditam os cientistas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала