Após surto do coronavírus, China 'isola' cidade de Wuhan

© AP Photo / Emily WangAgentes de saúde checam a temperatura de passageiros que chegam da cidade chinesa de Wuhan no aeroporto de Pequim no dia 22 de janeiro de 2020.
Agentes de saúde checam a temperatura de passageiros que chegam da cidade chinesa de Wuhan no aeroporto de Pequim no dia 22 de janeiro de 2020. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo de Wuhan, na China, está proibindo temporariamente os residentes locais de deixarem a cidade.

O objetivo do bloqueio é impedir a propagação do coronavírus, que tem origem na cidade, segundo informou o site chinês Global Times nesta quarta-feira (22).

Mais de 11 milhões de pessoas vivem em Wuhan, capital da província de Hubei. A cidade é apontada pelo jornal como o local com mais universitários no mundo. O governo local emitiu uma nota pedindo que os cidadãos de Wuhan utilizem máscaras em locais públicos.

As autoridades de saúde locais disseram no início do dia que o número de mortos pelo coronavírus na China havia subido para 17.

Para isolar a cidade, as operações de ônibus e metrô serão suspensas, assim como viagens partindo de aeroportos e estações de trem. A operação terá início a partir das 10h00 da quinta-feira (23), no horário local (23h00 desta quarta-feira no horário de Brasília).

No início do mês, um novo tipo de coronavírus foi descoberto na China. Os infectados apresentam sintomas típicos de pneumonia e outras doenças respiratórias agudas. Na semana passada, a informação foi confirmada e aeroportos de todo o mundo intensificaram medidas para monitorar os passageiros devido ao surgimento da doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала