Um dos líderes do Talibã morre em ataque aéreo no Afeganistão

© AP Photo / Allauddin KhanMembros de uma facção dissidente dos combatentes do Talibã durante uma patrulha no distrito de Shindand na província de Herat, Afeganistão (foto de arquivo)
Membros de uma facção dissidente dos combatentes do Talibã durante uma patrulha no distrito de Shindand na província de Herat, Afeganistão (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Apesar das negociações de paz entre o Talibã e as autoridades americanas, a situação no Afeganistão continua grave.

Hafiz Mohibullah, um dos principais comandantes do movimento Talibã, foi morto em um ataque aéreo na província de Kunduz, no Afeganistão, informou a agência Tolo News, citando o porta-voz do Ministério da Defesa do país em um comunicado neste domingo.

O comunicado destaca que Mohibullah, um "líder do Talibã no nordeste do Afeganistão", foi aniquilado enquanto dirigia no distrito de Imam Saib, na província de Kunduz. O Talibã ainda não comentou o assunto.

No início do ano passado, a Reuters citou fontes não identificadas dizendo que Mohibullah, que estava intimamente envolvido em negociações com os EUA, foi preso brevemente na cidade paquistanesa de Peshawar, na proximidade da fronteira com o Afeganistão.

Violência no Afeganistão continua

O assassinato de Mohibullah ocorre em meio à escalada da violência no Afeganistão, apesar do relançamento das negociações entre o Talibã e as autoridades americanas após um hiato de três meses.

No sábado, dois soldados americanos foram mortos e mais dois ficaram feridos depois que o seu veículo passou sobre uma bomba na estrada na província de Kandahar, no sul do Afeganistão.

O Talibã assumiu a responsabilidade pelo ataque, que foi o primeiro incidente mortal envolvendo militares dos EUA no Afeganistão desde o início do ano.

No início deste mês, militantes do Talibã atacaram um posto policial na província de Balkh, no norte do Afeganistão, deixando pelo menos oito pessoas mortas e três feridos.

Em dezembro, o Talibã assumiu a responsabilidade por explodir um veículo americano no distrito de Char Dara, em Kunduz, que matou um membro do serviço americano e feriu várias tropas afegãs.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала