Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Vulnerabilidade 'eterna' é encontrada no Android

© Foto / mammela-686310Logotipo de Android (foto de arquivo)
Logotipo de Android (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Privacy International exigiu à dona do Google atitudes para impedir a perigosa vulnerabilidade provocada por certos aplicativos nos gadgets com Android.

A ONG britânica Privacy International secundada por 50 outras organizações, noticiou no seu site que aparelhos com sistema operacional Android possuem aplicativos pré-instalados que não podem ser deletados, o que poderia causar vulnerabilidade aos usuários devido a coleta, compartilhamento e exposição de dados sem as devidas permissões ou consentimento.

"Privacidade não pode ser um luxo oferecido somente às pessoas que têm dinheiro para isso", segundo a carta escrita ao presidente-executivo da holding Alphabet Inc. e dona da Google, Sundar Pichai.

Ainda na carta é explicado que aplicativos pré-instalados podem ter "permissões privilegiadas que lhes dariam oportunidade de operar fora do modelo de segurança do Android", fazendo com que os próprios aplicativos definam suas permissões e passem a acessar o microfone, câmera e localização.

A Privacy International e mais de 50 organizações pediram na carta que a holding permita que usuários possam desinstalar permanentemente aplicativos pré-instalados dos seus smartphones e que os aplicativos em questão sigam a mesma política dos aplicativos do Play Store, especialmente em relação às permissões personalizadas, e tenham algum mecanismo de atualização, através do Google Play e sem uma conta de usuário.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала