Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Morre o sultão Qaboos, de Omã, o mais antigo monarca árabe no poder

© REUTERS / Andrew Caballero-Reynolds / PoolSultão de Omã, Qaboos bin Said al-Said, em seu palácio real em 2019
Sultão de Omã, Qaboos bin Said al-Said, em seu palácio real em 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O sultão Qaboos bin Said al-Said, que reinou no Omã por quase meio século, morreu aos 79 anos, informou a agência de notícias de Omã neste sábado.
"Com tristeza [...] a corte do sultanato de Omã lamenta [...] nosso sultão Qaboos bin Said [...] quem Deus escolheu estar ao seu lado na noite de sexta-feira", informou a agência.

Qaboos, o mais antigo monarca árabe no poder (desde 1970), estava doente há algum tempo e acreditava-se estar sofrendo de câncer de cólon. Ele chegou a viajar para a Alemanha para tratamento.

O sultanato declarou três dias nacional de luto pela morte do governante.

Apoiado pelo Ocidente, Qaboos governava o Estado árabe do Golfo desde que ele assumiu após um golpe sem violência em 1970, quando o seu pai, Said bin Taimur, foi derrubado com a ajuda da antiga potência colonial de Omã, o Reino Unido.

Qaboos não teve filhos e não indicou publicamente um sucessor. Um estatuto de 1996 diz que a família governante escolherá um sucessor dentro de três dias após o trono se tornar vago.

Se eles não concordarem, um conselho de oficiais militares e de segurança, chefes da Suprema Corte e chefes das duas assembleias colocará no poder a pessoa cujo nome foi secretamente escrito pelo sultão em uma carta selada.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала