Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Revista americana qualifica aviões de combate russos do futuro

© Foto / Ministério da Defesa da RússiaModelo do sistema aéreo inovador para aviação de longo alcance (PAK DA)
Modelo do sistema aéreo inovador para aviação de longo alcance (PAK DA) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A revista americana Military Watch sugeriu como poderiam ser as aeronaves de combate russas do futuro, sendo o primeiro avião da lista o promissor bombardeiro russo PAK DA.

De acordo com o autor do artigo, o PAK DA será a resposta da Rússia aos bombardeiros estratégicos furtivos B-21 Raider americano e H-20 chinês e poderá utilizar uma vasta gama de munições, incluindo mísseis balísticos hipersônicos.

Já o caça MiG-41 combinará as vantagens dos interceptores MiG-25 e MiG-31 com tecnologia de nova geração, sendo capaz de ameaçar satélites inimigos, acredita o autor.

Outros aviões também são citados na lista como modelos hipotéticos, cujas características prováveis se baseiam nas ideias da revista americana sobre a modernização de aeronaves de combate existentes.

Aviões futuristas

A edição comenta a criação de uma versão modernizada do caça MiG-29, onde serão integradas muitas tecnologias do MiG-35 melhorado, como motores, conjunto de sensores e a capacidade de usar munições da próxima geração.

Graças às tecnologias de nova geração, é provável que o último caça furtivo russo Su-57 seja modernizado, segundo a revista, o que classificaria a aeronave como pertencendo à sexta geração de aviões de combate equipados com armas laser e inteligência artificial.

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensCaças multifuncionais russos de quinta geração Su-57 realizam voo de demonstração no Show Aéreo MAKS-2019
Revista americana qualifica aviões de combate russos do futuro - Sputnik Brasil
Caças multifuncionais russos de quinta geração Su-57 realizam voo de demonstração no Show Aéreo MAKS-2019

A lista termina com um possível sucessor do caça supersônico soviético de decolagem e aterrissagem vertical Yak-141.

Segundo a publicação, a Rússia herdou da União Soviética a base tecnológica para desenvolver tais máquinas. O sucessor do Yak-141, opina o autor, poderia incluir uma série de inovações, como o radar de matriz ativa faseada e a possibilidade de usar novas munições.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала