Moscou adverte que assassinato de Soleimani aumentará tensões no Oriente Médio

© AP Photo / Khalid MohammedManifestantes próximos à Embaixada dos EUA em Bagdá, no Iraque, no dia 31 de dezembro de 2019
Manifestantes próximos à Embaixada dos EUA em Bagdá, no Iraque, no dia 31 de dezembro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia considera que a morte do comandante da Força Quds iraniana, o general Qassem Soleimani, em um ataque dos Estados Unidos no Iraque provocará novas tensões no Oriente Médio, declarou o Ministério de Relações Exteriores da Rússia.

O ministério russo expressou suas condolências ao povo iraniano pela morte do general Soleimani.

"Consideramos o assassinato de Soleimani na sequência do ataque dos Estados Unidos contra imediações de Bagdá como um passo aventureiro, que conduzirá a um aumento de tensões em toda a região", comentou o ministério à Sputnik.

O general Soleimani morreu na madrugada de 3 de janeiro em um ataque aéreo norte-americano na capital iraquiana por ordem direta do presidente Donald Trump.

O Pentágono declarou que a operação foi realizada para "proteger os cidadãos norte-americanos no exterior" e tinha como objetivo impedir "futuros planos de ataque" por parte do Irã.

Washington considera que Soleimani está implicado nos ataques contra bases da coalizão no Iraque e contra a Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá em 31 de dezembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала