- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Balança comercial 2019: 'Brasil não teve nenhuma direção no comércio exterior', diz especialista

© AP Photo / JOERG SARBACHMovimentação de cargas no Terminal de Contêineres do porto de Bremerhaven, Alemanha, 10 de maio de 2000
Movimentação de cargas no Terminal de Contêineres do porto de Bremerhaven, Alemanha, 10 de maio de 2000 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 46,674 bilhões em 2019, o menor valor em 4 anos e uma queda de 19,6% em relação a 2018, segundo dados do Ministério da Economia divulgados na quinta-feira. 

O presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, em entrevista à Sputnik Brasil, declarou que a balança comercial de 2019 mostrou que o Brasil não teve "nenhuma direção no comércio exterior". 

"Porque nas exportações de commodities, que não temos nenhum controle nem sobre os preços nem sobre a quantidade, teve uma queda no mercado internacional, as exportações de produtos de manufaturados, que tem o principal destino a Argentina, caindo por conta da crise na Argentina", disse o especialista. 

O presidente da AEB observou que as importações também caíram porque a previsão inicial no início de 2019 era que o Brasil teria um crescimento de 2,5% ou 3%, e esse crescimento não vai se concretizar, ficando na faixa de 1%. 

A soma das exportações foi de US$ 224,018 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 177,344 bilhões.

Na comparação ao ano anterior, as exportações caíram 7,5% e as importações 3,3%. De acordo com o governo, os dois recuos explicam a queda no saldo positivo da balança. 

"No fundo nós tivemos queda de exportação, importação, e o superávit, embora isoladamente seja um ótimo número, mas esse superávit não gera atividade econômica, gera apenas uma diferença entre exportação e importação", destacou José Augusto de Castro. 

"O que é importante pra nós é a corrente de comércio, ou seja, o somatório da exportação e importação. E esses dois fatores foram negativos", completou o especialista. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала