Parlamento da Turquia aprova envio de tropas à Líbia

© REUTERS / Murat CetinmuhurdarPresidente da Turquia durante simpósio em Ancara, em 2 de janeiro de 2020
Presidente da Turquia durante simpósio em Ancara, em 2 de janeiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Líder do parlamento turco, Mustafa Sentop, anunciou a aprovação de lei que abre caminho para o envio de tropas turcas à Líbia.

Nesta quinta-feira (2), o parlamento turco aprovou um projeto de lei que permite o envio de tropas para a Líbia.

O documento foi apresentado nesta segunda-feira (30) e  aprovado hoje (2), com 325 votos a favor e 184 deputados contra.

Os votos a favor foram de deputados do partido governante, Partido da Justiça e Desenvolvimento (AK, na sigla em turco), e do Partido de Ação Nacionalista. Os votos contra foram de deputados do Partido Republicano do Povo, também conhecido como Saadet, e do partido Partido Democrático dos Povos, pró-curdo.

© REUTERS / Stringer Deputados turcos votam projeto de lei que permite o envio de tropas para a Líbia, em Ancara, em 2 de janeiro de 2020
Parlamento da Turquia aprova envio de tropas à Líbia - Sputnik Brasil
Deputados turcos votam projeto de lei que permite o envio de tropas para a Líbia, em Ancara, em 2 de janeiro de 2020

Mais cedo, a mídia havia reportado que o Governo do Acordo Nacional da Líbia havia solicitado ajuda militar a Ancara, após ataque contra a capital do país, Trípoli, realizado por forças lideradas por Khalifa Haftar.

Situação na Líbia

Após o assassinato do líder líbio Muammar Kadhafi, em 2011, a Líbia é administrada por dois governos paralelos: a leste há um governo parlamentar e a oeste um governo apoiado pela ONU, liderado por Fayez al-Sarraj, com capital em Trípoli.

© REUTERS / Esam Omran Al-FetoriMilitante das forças líbias leais a Khalifa Haftar (foto de arquivo)
Parlamento da Turquia aprova envio de tropas à Líbia - Sputnik Brasil
Militante das forças líbias leais a Khalifa Haftar (foto de arquivo)

O governo do leste do país age de forma independente de Trípoli e mantém boas relações com o Exército Nacional da Líbia, liderado por Khalifa Haftar, que tenta ocupar a capital desde abril de 2019.

Em 12 de dezembro, Haftar anunciou uma ofensiva "decisiva" contra Trípoli. Antes disso, o exército de Haftar tinha obtido pouco sucesso, com ambos os lados mantendo suas posições.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала