Justiça eleitoral da Bolívia autoriza participação de partido de Evo nas eleições

© AP Photo / Eduardo VerdugoMandatário deposto da Bolívia, Evo Morales, concede entrevista na Cidade do México, na noite do dia 14 de novembro de 2019 (foto de arquivo)
Mandatário deposto da Bolívia, Evo Morales, concede entrevista na Cidade do México, na noite do dia 14 de novembro de 2019 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia rejeitou três pedidos de desqualificação do Movimento ao Socialismo (MAS) e decidiu que o partido do ex-presidente Evo Morales pode participar das eleições de 2020.

"O MAS mantém todas as prerrogativas e deveres das organizações políticas bolivianas e tem o direito legal de participar dos processos eleitorais de 2020", afirmou o Supremo Tribunal Eleitoral.

O cancelamento da personalidade jurídica do MAS havia sido solicitado por organizações de cidadãos com o argumento de que o partido seria responsável pela suposta fraude em favor de Morales, que desencadeou os protestos que levaram à anulação das eleições em 20 de outubro.

O Supremo Tribunal Eleitoral decidiu por unanimidade autorizar a participação do MAS no pleito e disse que a decisão foi baseada em "uma análise detalhada e fundamentada da legislação boliviana", além de "elementos doutrinários internacionais".

Morales não será o candidato presidencial na eleição e o MAS ainda não escolheu quem irá concorrer pelo partido. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала