Sanções dos EUA não impedirão Nord Stream 2, diz senador russo

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensConstrução do projeto de gás Nord Stream 2
Construção do projeto de gás Nord Stream 2 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As sanções dos EUA contra o gasoduto Nord Stream 2 não interromperão sua construção e o projeto será totalmente implementado, disse Oleg Morozov, senador da Rússia, à Sputnik neste sábado (21).

No início do dia, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, disse que as sanções contra os gasodutos Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) e TurkStream já estão em vigor e exigiu a imediata paralisações das instalações de tubos nos projetos.

Após as ameaças, a empresa suíça Allseas suspendeu o trabalho de instalação do gasoduto Nord Stream 2 neste sábado temendo o efeito das sanções.

"É claro que as sanções colocam alguns obstáculos à implementação do projeto. A empresa suíça Allseas, que sofreu mais [com as sanções dos EUA], está atualmente procurando uma decisão sobre como as sanções serão usadas. Mas as sanções não interromperão o projeto. Encontraremos uma solução e concluiremos o projeto", afirmou Morozov.

Segundo o legislador, os EUA estão prejudicando antes de tudo a Europa e as empresas europeias. O senador ressaltou que a Alemanha se opõe fortemente a essas sanções.

Na sexta-feira (20), o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou a Ato de Autorização de Defesa Nacional, definindo orçamento de US$ 738 bilhões para o setor em 2020. A legislação inclui sanções contra os gasodutos Nord Stream 2 e TurkStream, além de várias outras medidas, proibindo a cooperação militar com a Rússia.

O projeto Nord Stream 2 é uma joint venture entre a Gazprom da Rússia e cinco empresas europeias - a ENGIE da França, a OMV da Áustria, a Royal Dutch Shell do Reino Unido, a Uniper da Holanda e a Wintershall da Alemanha.

O gasoduto terá mais de mil quilômetros de extensão e transportará quase 2 trilhões de pés cúbicos de gás por ano da Rússia para a Alemanha, passando por Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Rússia e Suécia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала