- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil e China aprofundam cooperação aeroespacial, segundo mídia

© AFP 2022 / StringerLançamento espacial na China (imagem ilustrativa)
Lançamento espacial na China (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Representantes oficiais chineses e brasileiros afirmaram que ambos os países continuarão a desenvolver satélites juntos e a aprofundar a cooperação aeroespacial existente.

A declaração foi emitida logo depois do lançamento nesta sexta-feira (20) do novo satélite fabricado pelos dois países, segundo a agência de notícias Xinhua.

O lançamento do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS-4A) marcou o 45º aniversário das relações diplomáticas entre Brasil e China.

De acordo com vice-diretor da Administração Espacial Nacional da China (CNSA), Wu Yanhua, os dois países pretendem expandir a aplicação dos dados coletados pelo satélite não só em seus países, como também naqueles que fazem parte da Iniciativa do Cinturão e Rota.

O acordo de cooperação entre os dois países envolve o desenvolvimento de satélites meteorológicos e de comunicação com sensores remotos. Além disso, há a possibilidade de cooperação na exploração do espaço profundo, exploração lunar e formação aeroespacial.

A parceria entre os dois países tem mais de 30 anos, juntos eles já enviaram seis satélites ao espaço, além de obterem uma melhora gradual na resolução das imagens captadas, que já somam mais de seis milhões.

© Foto / INPE/DivulgaçãoO satélite CBERS 04A foi transportado das instalações da CAST, Pequim, para a base de lançamento de Taiyuan (TSLC)
Brasil e China aprofundam cooperação aeroespacial, segundo mídia - Sputnik Brasil
O satélite CBERS 04A foi transportado das instalações da CAST, Pequim, para a base de lançamento de Taiyuan (TSLC)

Marcos Cesar Pontes, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, afirmou que a cooperação contribuiu para a economia internacional e desenvolvimento social.

Os dados captados são utilizados em grande escala na agricultura, conservação da água, território e recursos, proteção ambiental e prevenção e mitigação de desastres, ajudando o governo brasileiro no monitoramento da floresta amazônica, informa a CNSA.

"A cooperação espacial entre China e Brasil tem sido um sucesso e dá um bom exemplo para a cooperação espacial entre países em desenvolvimento", afirmou Wu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала