- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro diz ter conversado com Trump e que EUA desistiram de sobretaxa contra aço brasileiro

© AP Photo / Evan VucciPresident Donald Trump presents Brazilian President Jair Bolsonaro with a U.S. national team soccer jersey during a meeting in the Oval Office of the White House, Tuesday, March 19, 2019, in Washington. (AP Photo/Evan Vucci)
President Donald Trump presents Brazilian President Jair Bolsonaro with a U.S. national team soccer jersey during a meeting in the Oval Office of the White House, Tuesday, March 19, 2019, in Washington. (AP Photo/Evan Vucci) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em rede social, Jair Bolsonaro afirmou que, após apresentar seus argumentos ao presidente dos EUA, Donald Trump, o governo norte-americanos desistiu de aplicar taxas adicionais contra aço brasileiro.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que os EUA não pretendem mais sobretaxar o aço e o alumínio brasileiros. Bolsonaro afirma ter conversado sobre o assunto por telefone com o presidente Donald Trump.

O presidente anunciou a notícia durante uma transmissão ao vivo no Facebook, na companhia do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do assessor da área internacional da Presidência, Filipe Martins.

"Agora há pouco, então, tive a grata satisfação de receber um telefonema do senhor Donald Trump, presidente dos Estados Unidos. Uma conversa de aproximadamente 15 minutos, no espírito maior da cordialidade e respeito entre dois chefes de Estado", disse o presidente nesta sexta-feira.

"Entendo o que ele queria, pretendia fazer, e dei os meus argumentos para ele. Ele se convenceu dos meus argumentos e decidiu dizer a nós todos, brasileiros, que nosso aço e nosso alumínio não serão sobretaxados. Repito: não serão sobretaxados", acrescentou Bolsonaro.

No início do mês, o presidente norte-americano anunciou a imposição de tarifas sobre a importação de aço e alumínio do Brasil e Argentina, acusando ambos os países de desvalorizarem artificialmente suas moedas para tornar suas exportações mais competitivas no mercado norte-americano. Neste ano, as maiores economias do Mercosul presenciaram fortes desvalorizações de suas moedas.

Na ocasião, Bolsonaro anunciou que pretendia resolver a questão pessoalmente com Trump, por possuir boas relações pessoais com o presidente norte-americano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала