À 3ª é de vez? Míssil BrahMos totalmente integrado com plataforma Su-30, diz Índia

© AP Photo / Aijaz RahiCaças Su-30 MKI da Força Aérea da Índia na inauguração da exposição Aero India 2019 em Bangalore
Caças Su-30 MKI da Força Aérea da Índia na inauguração da exposição Aero India 2019 em Bangalore - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Depois de testes anteriores em 2017 e 2019, a Força Aérea indiana anunciou que o míssil de lançamento aéreo atingiu seus alvos depois do lançamento, o que significa sua integração completa.

A integração do sistema de armas com a plataforma Sukhoi Su-30MKI está completa, disse a Força Aérea indiana (IAF em inglês) após o último lançamento de teste na terça-feira (17) da versão aérea do BrahMos-A, um míssil de cruzeiro supersônico de lançamento aéreo. Ambos os produtos foram desenvolvidos em parceria russo-indiana.

O BrahMos-A foi disparado de um Sukhoi-30MKI ao largo da costa oriental de Orissa, e atingiu diretamente seu alvo no mar. O lançamento foi um teste de duas fases do BrahMos conduzido pela IAF em conjunto com a Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa do país (DRDO em inglês), que testou uma versão terrestre.

Foi o terceiro teste do BrahMos-A após os ensaios em 2017 e em maio deste ano, e o último necessário para considerar sua integração com a plataforma aérea como completa. É esperado que os militares indianos anunciem a arma totalmente operacional antes do final deste ano.

"Durante o teste, o míssil foi lançado por gravidade da fuselagem da plataforma de combate aéreo. O motor da arma de dois estágios disparou, e o míssil foi imediatamente impulsionado em direção ao alvo pretendido posicionado no mar, perfurando-o com precisão exata", disse a IAF.

​Força Aérea Indiana disparou hoje com sucesso a "versão aérea" do míssil BrahMos do Su-30 MKI. Foi um lançamento sem problemas, com o míssil seguindo a trajetória desejada e conseguindo um "impacto direto" em um alvo marítimo ao largo da costa de Orissa.

O BrahMos é baseado no míssil russo antinavio de longo alcance Oniks, um projétil maciço de 2,5 toneladas.

A versão lançada do solo está em serviço no Exército indiano desde 2007. Neste momento também está em desenvolvimento uma versão menor de 1,5 toneladas do míssil, chamada BrahMos-NG, que seria transportada por aeronaves como MiG-29K ou HAL Tejas, desenvolvida pelo Estado indiano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала