EUA reconhecem que serão incapazes de deter Nord Stream 2, segundo Bloomberg

© Sputnik / Aksel Shmidt / Abrir o banco de imagensNord Stream 2 em construção no mar Báltico (foto de arquivo)
Nord Stream 2 em construção no mar Báltico (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As sanções dos EUA contra o gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) não conseguirão interromper a sua construção, informou a Bloomberg, citando fontes de alto nível na Casa Branca.

O jornal informou que o projeto está quase concluído e que as sanções contra o gasoduto, que foram incluídas no orçamento de defesa dos Estados Unidos, não poderão causar-lhe graves danos.

Segundo as fontes, Washington tentará agora concentrar seus esforços no combate a outros projetos de energia russos.

O Senado dos EUA aprovou na terça-feira (17) o novo orçamento de defesa, no valor de US$ 738 bilhões (R$ 3 trilhões), que inclui sanções contra o gasoduto russo Nord Stream 2 e ajuda militar à Ucrânia.

Trânsito de gás russo

O projeto Nord Stream envolve a construção de dois gasodutos paralelos com uma capacidade total de 55 bilhões de metros cúbicos de gás por ano desde a costa setentrional russa até à Alemanha através do fundo do mar Báltico. O gasoduto atravessará as águas territoriais ou zonas econômicas exclusivas da Rússia, Finlândia, Suécia, Dinamarca e Alemanha.

Com receio de perder receitas com o trânsito do gás russo, países como a Ucrânia, Polônia, Letônia e Lituânia têm se oposto à construção deste gasoduto, considerando-o um projeto político.

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensConstrução do projeto de gás Nord Stream 2
EUA reconhecem que serão incapazes de deter Nord Stream 2, segundo Bloomberg - Sputnik Brasil
Construção do projeto de gás Nord Stream 2

O empreendimento também é criticado pelos EUA, que promovem ativamente a venda de seu gás natural liquefeito no mercado europeu.

O gasoduto é apoiado principalmente pela Alemanha e pela Áustria, que acreditam que o projeto irá reforçar a segurança energética europeia, além de terem uma confiança notória na Rússia como país fornecedor.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала