EUA terão que alcançar a Rússia na corrida da tríade nuclear, segundo especialista

© Sputnik / Victor TolochkoBombardeiros estratégicos russos Tu-95MS
Bombardeiros estratégicos russos Tu-95MS - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, Andrei Koshkin, especialista militar, comentou as palavras do ministro da Defesa russo sobre a modernização do potencial nuclear da Rússia.
"Neste ano a Tupolev realizou diversos trabalhos de modernização de primeira e segunda fila nas aeronaves Tu-95MS com substituição de equipamentos de navegação e rádio moralmente obsoletos", declarou o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu.

A declaração do ministro se refere à modernização de bombardeiros de longo alcance.

A medida é uma das etapas da atualização da tríade nuclear, a qual envolve mísseis intercontinentais, submarinos nucleares e bombardeiros estratégicos.

Além disso, a autoridade russa também ressalta a importância da expansão da variedade de aeronaves não tripuladas, complexos robotizados e armamentos baseados em novos princípios físicos de seu país.

Alcançar a Rússia

Por sua vez, comentando as declarações de Shoigu, Andrei Koshkin, especialista militar e acadêmico da Universidade Russa de Economia Plekhanov, declarou ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA têm necessidade de alcançar a Rússia no quesito militar.

"Hoje se criou uma situação única: o chefe do Pentágono, Mark Esper, declara que eles investem 'cada dólar' para alcançar a Rússia na corrida por armas hipersônicas, e isto também se refere a outros armamentos", declarou Koshkin.

Para o especialista, os EUA não estariam somente em uma corrida por armas hipersônicas, o potencial renovado da frota de bombardeiros nucleares da Rússia também seria uma razão para Washington investir no aperfeiçoamento de sua tríade nuclear.

"Naturalmente, as palavras [de Esper] também são sobre a nossa aviação de longo alcance, a qual é muito bem-sucedida hoje – ela cumpre suas tarefas militares e o Ministério da Defesa lhe dá grande valor. Hoje, tendo por fundo a crise na OTAN, quando Trump demanda aplicar todos os meios no aperfeiçoamento da tríade nuclear, são exatamente os sucessos da aviação de longo alcance russa e das empresas do complexo militar industrial que permitem a modernização de tais plataformas […] que testemunham a proteção garantida de nossas fronteiras aéreas", declarou Koshkin.

A modernização também tem abrangido os bombardeiros Tu-160M e Tu-22M3M, o que antecede a criação de um novo e promissor bombardeiro da aviação de longo alcance, o qual já é um objetivo dos construtores da empresa aeronáutica Tupolev, em cooperação com outras companhias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала