Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Boeing leva multa milionária da FAA por negligência

© REUTERS / Lindsey WassonUma foto aérea mostrando a aeronave Boeing 737 MAX nas instalações da Boeing no Aeroporto Internacional Grant County, estado de Washington, EUA
Uma foto aérea mostrando a aeronave Boeing 737 MAX nas instalações da Boeing no Aeroporto Internacional Grant County, estado de Washington, EUA - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Boeing foi multada pela Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) por supostamente não ter aderido ao seu próprio sistema de garantia de qualidade na instalação de componentes em 133 aeronaves.

Com isso, a FAA anunciou que a negligência da Boeing com relação a certificação de aeronavegabilidade e instalação de equipamentos de aeronaves de baixa qualidade pode resultar em um valor de US$ 3,9 milhões (R$ 16 milhões) em penalidades civis.

As guias dos slats fabricadas pela Southwest United Industries em junho de 2018 foram enviadas à Spirit AeroSystems Inc. e depois entregues à Boeing para serem instaladas nos Boeing 737, mesmo depois das persistentes falhas em testes.

"As guias dos slats estão localizadas no bordo de ataque das asas dos Boeing 737 e são utilizadas para orientar o movimento dos painéis conhecidos como slats [dispositivo móvel de hipersustentação auxiliar, acoplados com os Flaps]", explica o relatório.

De acordo com a FAA, a Spirit AeroSystems notificou o problema com as guias dos slats em setembro de 2018, mas mesmo assim a Boeing teria certificado as aeronaves.

© Sputnik / Natalia SeliverstovaBoeing 777 (foto de arquivo)
Boeing leva multa milionária da FAA por negligência - Sputnik Brasil
Boeing 777 (foto de arquivo)

Anteriormente, a FAA identificou possíveis problemas em aproximadamente 148 guias de slats, exigindo a substituição das mesmas.

O pagamento de milhões de dólares em multas é apenas uma de diversas outras questões envolvendo a Boeing, já que a empresa esteve envolvida em dois acidentes aéreos que causaram a morte de 346 pessoas.

Estima-se que a Boeing reservou mais de US$ 5 bilhões (R$ 20 bilhões) destinados a reembolsos para companhias aéreas devido à interrupção das operações do Boeing 737 Max, além de US$ 100 milhões (R$ 415 milhões) para compensações às vítimas dos acidentes.

O comunicado da FAA concluiu enfatizando que a Boeing tem 30 dias para responder à notificação da penalidade civil proposta.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала