Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

O que há de novo no espaço em novembro?

Nos siga no
Confira a galeria da Sputnik com as imagens mais interessantes de corpos celestes e eventos do espaço que ocorreram no mês passado.

Enquanto nós aqui na Terra estamos acompanhando os mais importantes eventos políticos, econômicos e sociais, os astronautas e cientistas registram os eventos que cada dia acontecem no espaço. Captam em fotografias novas galáxias, tiram fotos de vários novos ângulos de planetas e estrelas já conhecidos, fazem fotografias do nosso próprio planeta à distância de milhares de quilômetros.

Veja a galeria das imagens escolhidas pela nossa redação mostrando as novidades do espaço chegadas em novembro.

© Foto / NASA / Bill IngallsPlaneta Mercúrio visto em silhueta à frente do Sol, Washington, em 11 de novembro.
Planeta Mercúrio visto em silhueta à frente do Sol, Washington, em 11 de novembro - Sputnik Brasil
1/15
Planeta Mercúrio visto em silhueta à frente do Sol, Washington, em 11 de novembro.
© Foto / ESA / Hubble & NASA, D. Rosario et al.Galáxia espiral NGC 3749 com a linha de emissão.
Galáxia espiral NGC 3749 com a linha de emissão - Sputnik Brasil
2/15
Galáxia espiral NGC 3749 com a linha de emissão.
© Foto / ESA / NASA-L.ParmitanoPrimeira foto do astronauta italiano Luca Parmitano desde o espaço profundo.
Primeira foto do astronauta italiano Luca Parmitano desde o espaço profundo - Sputnik Brasil
3/15
Primeira foto do astronauta italiano Luca Parmitano desde o espaço profundo.
© Foto / X-ray: NASA/CXC/SAO/G.Schellenberger et al.; Optical:SDSSBuraco negro no aglomerado Phoenix, o centro das galáxias remotas.
Buraco negro no aglomerado Phoenix, o centro das galáxias remotas - Sputnik Brasil
4/15
Buraco negro no aglomerado Phoenix, o centro das galáxias remotas.
5/15
Erupção de raios gama GRB 190114C.
6/15
Galáxia espiral NGC 772.
© Foto / NASA A espaçonave de carga dos EUA Cygnus é captada pela mão robotizada Canadarm2.
A espaçonave de carga dos EUA Cygnus é captada pela mão robotizada Canadarm2 - Sputnik Brasil
7/15
A espaçonave de carga dos EUA Cygnus é captada pela mão robotizada Canadarm2.
© Foto / Dr Natasha Hurley-Walker (ICRAR/Curtin) and the GLEAM TeamImagens de 27 objetos – restos de estrelas supernovas que explodiram de mil a centenas de milhares de anos atrás.
Imagens de 27 objetos – restos de estrelas supernovas que explodiram de mil a centenas de milhares de anos atrás - Sputnik Brasil
8/15
Imagens de 27 objetos – restos de estrelas supernovas que explodiram de mil a centenas de milhares de anos atrás.
© Foto / Roscosmos / Oleg SkripochkaImagens de vulcões da península de Kamchatka, na Rússia, captadas pelo astronauta da corporação espacial russa Roscosmos, Oleg Skripochka.
Imagens de vulcões da península de Kamchatka, na Rússia, captadas pelo astronauta da corporação espacial russa Roscosmos, Oleg Skripochka - Sputnik Brasil
9/15
Imagens de vulcões da península de Kamchatka, na Rússia, captadas pelo astronauta da corporação espacial russa Roscosmos, Oleg Skripochka.
© Foto / NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSSHemisfério Sul do Júpiter.
Hemisfério Sul do Júpiter - Sputnik Brasil
10/15
Hemisfério Sul do Júpiter.
© Foto / Facebook / RoscosmosFoto da capital da Rússia, Moscou, tirada de espaço.
Foto da capital da Rússia, Moscou, tirada de espaço - Sputnik Brasil
11/15
Foto da capital da Rússia, Moscou, tirada de espaço.
© Foto / Twitter / Jessica MeirFoto da astronauta norte-americana Jessica Meir desde a estação espacial.
Foto da astronauta norte-americana Jessica Meir desde a estação espacial - Sputnik Brasil
12/15
Foto da astronauta norte-americana Jessica Meir desde a estação espacial.
© Foto / ESA / Hubble & NASA, K. StapelfeldtFoto da galáxia NGC 1333 tirada pelo telescópio espacial Hubble.
Foto da galáxia NGC 1333 tirada pelo telescópio espacial Hubble - Sputnik Brasil
13/15
Foto da galáxia NGC 1333 tirada pelo telescópio espacial Hubble.
© Foto / Facebook / RoscosmosCratera Gale com um diâmetro de 150 quilômetros.
Cratera Gale com um diâmetro de 150 quilômetros - Sputnik Brasil
14/15
Cratera Gale com um diâmetro de 150 quilômetros.
© Foto / Jayanne English (Univ. of Manitoba). Radio data: Jansky-VLA (Silvia Carolina Mora-Partiarroyo et al. 2019). Optical data: Mayall 4-meter telescope (Maria Patterson and Rene Walterbos, New Mexico State Univ.). Software code for tracing the magnetic field lines: Arpad Miskolczi (Ruhr-Univ. Bochum)Ilustração composta da galáxia espiral NGC 4631.
Ilustração composta da galáxia espiral NGC 4631 - Sputnik Brasil
15/15
Ilustração composta da galáxia espiral NGC 4631.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала