Como vermes-do-diabo podem ajudar NASA na busca por vida extraterrestre?

CC0 / Pixabay / Eukalyptus / Verme (imagem referencial)
Verme (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Vermes-do-diabo, encontrados nas profundezas da Terra, podem ser de fundamental importância para NASA buscar vida extraterrestre, segundo cientistas da American University.

Os cientistas sequenciaram o genoma de vermes, conhecidos como vermes-do-diabo por sua capacidade de sobreviver em condições adversas debaixo da Terra.

Agora, o objetivo dos cientistas é descobrir como as condições de vida desses vermes poderiam contribuir na busca de vida extraterrestre.

​Geneticistas decodificam genoma do "verme-do-diabo". Onde você aprende sobre resistência ao calor? Então, bem nos poços de fogo!

Esses vermes foram descobertos em 2008 nas profundezas de um aquífero. Ao decifrar o genoma desses animais, os cientistas descobriram que eles oferecem pistas sobre como um organismo se adapta às condições ambientais letais.

Também foi constatado que a espécie é um animal complexo e multicelular que prospera em um ambiente habitável apenas para os micróbios, ou seja, um ambiente quente, com pouco oxigênio e grandes quantidades de metano.

Devido às características citadas acima, a espécie foi chamada de Halicephalobus mephisto, em referência a Mefistófeles, um demônio subterrâneo da lenda alemã, Fausto.

"Este trabalho implicou a busca de bioassinaturas de vida: pistas químicas estáveis deixadas pelos seres vivos. Às vezes, o subsolo terrestre foi considerado inabitável para vida complexa [...] este trabalho poderia nos impulsionar a ampliar a busca de vida extraterrestre nas regiões subterrâneas que hoje são 'inabitáveis'", explicou John Bracht, professor de biologia da American University.

Segundo Bracht, "o genoma do verme-do-diabo fornece evidência de como pode haver vida debaixo da superfície da Terra", isso porque, o genoma codifica uma grande quantidade de proteínas de choque térmico conhecidas como Hsp70, que restaura a saúde celular devido ao dano pelo calor. Além disso, o genoma também tem genes de sobrevivência celular em plantas e animais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала