Holanda apoiará coalizão liderada pela França para patrulhar estreito de Ormuz

© AP Photo / Agência de Notícias Fars, Mahdi MarizadNavio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz
Navio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A partir de janeiro de 2020, a Holanda contribuirá com um navio por seis meses para a missão naval liderada pela França no estreito de Ormuz.

A informação foi publicada pela agência de notícias ANP, informa Reuters. 

A França pressionou por uma iniciativa europeia para fazer a segurança do estreito de Ormuz após recusar o convite para integrar a coalização liderada pelos Estados Unidos que patrulha a região vital para o comércio mundial de petróleo

A ministra da Defesa francesa, Florence Parly, disse no sábado que a iniciativa pode começar no início do próximo ano e que cerca de dez governos europeus e não europeus se unirão, mas ainda é necessária aprovação parlamentar para a medida. Parly não especificou os países participantes. 

O governo holandês deve anunciar formalmente sua contribuição para a missão liderada pela França na sexta-feira, disse a ANP.

Dinamarca, Itália e Espanha estão entre os países que já manifestaram interesse em aderir à iniciativa liderada por Paris.

A força marítima liderada pela Europa deve garantir o transporte seguro no estreito após ataques a petroleiros em junho, atribuídos pelos Estados Unidos ao Irã.

Teerã nega as acusações de Washington e afirma não ter envolvimento nos episódios.

Reino Unido, Austrália e vários estados do Golfo decidiram integrar a patrulha organizada pelos Estados Unidos

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала