Trump vetará entrada dos EUA em acordo de armas que não faça sentido, afirma Pompeo

© AP Photo / Andrew HarnikPresidente dos EUA, Donald Trump, acompanhado por diretor da CIA recém-nomeado, Mike Pompeo, na agência (foto de arquivo)
Presidente dos EUA, Donald Trump, acompanhado por diretor da CIA recém-nomeado, Mike Pompeo, na agência (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente Donald Trump nunca permitirá que os EUA entrem em um acordo de controle de armas que não faça sentido para o país, disse nesta quarta-feira o secretário de Estado Mike Pompeo, depois de participar de uma reunião ministerial da OTAN em Bruxelas.
"O presidente Trump nunca permitirá que os EUA entrem em qualquer acordo de controle de armas que não faça sentido para os Estados Unidos da América", afirmou Pompeo quando perguntado se os EUA ainda se recusam a negociar a questão da defesa antimísseis, apesar das críticas da China e Rússia.

Pompeo declarou também que Trump também não renovará nenhum acordo de controle de armas que não faça sentido para os Estados Unidos.

O governo Trump terá o melhor interesse da segurança nacional e da estabilidade global dos EUA ao considerar questões como controle de armas, acrescentou Pompeo.

O Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START) é o último tratado de controle de armas remanescente em vigor entre a Rússia e os Estados Unidos. O tratado estipula que o número de lançadores de mísseis nucleares estratégicos deve ser reduzido pela metade e limita o número de ogivas nucleares estratégicas implantadas a 1.550.

As autoridades americanas manifestaram interesse em negociar um novo acordo de controle de armas com a Rússia que poderia incluir a China.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала