- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Novo partido de Bolsonaro pode encontrar dificuldades no TSE

© AP Photo / Eraldo PeresHamilton Mourão e Jair Bolsonaro.
Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A pretensão do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de criar um novo partido pode enfrentar resistência no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo colunista.

Ao jornalista Gerson Camarotti, do portal G1, um ministro do TSE declarou que as intenções de Bolsonaro para a criação do partido Aliança pelo Brasil poderão ser frustradas.

Isso porque para criar o novo partido, o presidente e seus aliados precisam angariar um total de 492 mil assinaturas por escrito em pelo menos nove estados. Para conseguir o feito a tempo de disputar as eleições municipais de 2020, a ideia de Bolsonaro é usar o artifício de assinaturas digitais, o que precisa ser autorizado pela Justiça Eleitoral.

Segundo o ministro, que falou de forma anônima, a autorização iria "na contramão" da tese de dificultar a criação de partidos, o que vigora devido ao número considerado grande de siglas no Brasil. Segundo ele, a tese mais aceita pela Justiça Eleitoral atualmente é de não criar mecanismos que possam facilitar a fundação de novos partidos - como o das assinaturas digitais.

O presidente Jair Bolsonaro se desfiliou do Partido Social Liberal (PSL) na terça-feira (19) após uma série de disputas internas. A pressa na obtenção das assinaturas está ligada às eleições municipais de 2020. Para disputá-las, o partido teria que estar habilitado até abril.

Também na terça-feira (19), o Ministério Público Eleitoral indicou ao TSE que é contra a criação de novos partidos através de assinatura eletrônica e que a autorização dessa via seria "um equívoco".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала