Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Comissão da Câmara aprova PEC que permite prisão em 2ª instância

© Folhapress / Eder ChiodettoFachada do prédio do Congresso Nacional, em Brasília (DF)
Fachada do prédio do Congresso Nacional, em Brasília (DF) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20) por 50 votos favoráveis e 12 contrários, o relatório da proposta de emenda à Constituição (PEC 199/19) que permite a prisão após condenação em 2ª instância.

A relatora da proposta, a deputada Caroline de Toni (PSL-SC), considerou inadmissíveis as outras duas propostas em análise na comissão, a PEC 410/18 e a PEC 411/18, que alteravam o Artigo 5º da Constituição.

Agora a PEC segue para a Comissão Especial da Casa.

Ainda não há um consenso entre os parlamentares se era constitucional ou não alterar este artigo, que trata dos direitos e garantias fundamentais, por alguns entenderem que só poderia ser alterado por uma nova Assembleia Constituinte.

No último dia 7 de novembro, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a validade da prisão após a 2ª instância, o que permitiu a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros condenados na Operação Lava Jato.

De acordo com entendimento da maioria dos magistrados, a prisão fundamentada unicamente em condenação penal só pode ocorrer depois de terminadas todas as possibilidades de recursos. Mas permanecem em vigor as prisões preventivas e temporárias.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала