Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Em fórum empresarial, líderes do BRICS criticam 'excesso de protecionismo'

© REUTERS / Ueslei MarcelinoLíderes do BRICS se reúnem com empresários em Brasília
Líderes do BRICS se reúnem com empresários em Brasília - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os líderes dos cinco países do BRICS, bloco que reúne Brasil, Índia, Rússia, China e África do Sul, se reuniram nesta quarta-feira (13) com empresários de países do grupo para destacar a cooperação econômica entre os países do bloco.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, último a falar no evento, disse que deseja ampliar os negócios do país com os integrantes do bloco.

"O Brasil mudou, começou a abrir o seu mercado para o mundo, cada vez mais nós recuperamos a confiança do mundo, temos aqui grandes líderes interessados no Brasil e nós interessados no comércio com esses grandes líderes", disse o presidente brasileiro.

Bolsonaro disse que o comércio com os países do BRICS somou US$ 110 bilhões no ano passado e que as reformas propostas pelo governo tendem a aumentar ainda mais esse número.

"Reformas se apresentam para nós para termos a certeza que o ambiente de negócios do Brasil se torne cada vez mais atrativo", disse Bolsonaro.

Já o presidente russo, Vladimir Putin, criticou em sua fala o excesso de protecionismo.

"Vemos o crescimento de atitudes alfandegárias e os países do BRICS não podem se deixar abalar por essas coisas", disse Putin.

O presidente russo disse que deseja ver o aumento de contribuição entre os países no aprimoramento do desenvolvimento de energia nuclear.

"Nossa prioridade é energia [...] Nós queremos que o BRICS reforçem a cooperação no setor nuclear", afirmou Putin.

O presidente da China, Xi Jinping, também fez críticas ao protecionismo econômico e disse que excesso de barreiras alfandegárias levam a uma "desaceleração" da economia mundial.

"Circunstâncias decorrentes [do protecionismo] faz com que seja importante nós aprofundarmos nossa cooperação no BRICS", disse o presidente chinês.

Presidente indiano elogia isenção de visto promovida por Bolsonaro

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, elogiou o governo brasileiro, que isentou de vistos indianos que viessem fazer negócios no Brasil.

"Eu agradeço ao presidente do Brasil de ter permitido a entrada de indianos e de outras pessoas de outros países que desejam fazer negócios entre esses dois países", afirmou Modi.

O Fórum Empresarial do BRICS ocorreu em Brasília como parte de uma das atividades da 11ª Cúpula do BRICS, que acontece em Brasília entre os dias 13 e 14 de novembro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала