Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Após querer comprar a ilha, Trump recebe diplomatas da Groenlândia para discutir presença no Ártico

© AP Photo / David GoldmanEleitor de Trump coloca placa do então candidato na porta de sua casa, em New Hampshire, nos EUA (foto de arquivo).
Eleitor de Trump coloca placa do então candidato na porta de sua casa, em New Hampshire, nos EUA (foto de arquivo). - Sputnik Brasil
Nos siga no
O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, discutirá com representantes da Groelândia e Dinamarca a presença dos EUA na ilha. Pela primeira vez na história, um membro do governo autônomo da Groenlândia participará de uma reunião no exterior.

O ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, Jeppe Kofod, e a chefe do Ministério do Exterior da Groenlândia, Ane Lore Bagger, irão se reunir com o secretário de Estado dos EUA para discutir a presença da potência americana na ilha e a cooperação na região do Ártico.

“Nós saudamos a participação norte-americana [em projetos na Groenlândia] e esperamos discutir isso com Pompeo. A ideia central é que a participação dos americanos pode e deve trazer benefícios para a Groenlândia", declarou o ministro dinamarquês.

"Junto com a Groenlândia, iremos dar continuidade ao diálogo construtivo com os EUA sobre os assuntos do Ártico e da ilha. O aumento do interesse político [na região] significa que nós também daremos mais atenção e envolvimento, ao lado dos norte-americanos", concluiu o MRE.

Groenlândia: porta de entrada no Ártico

A Groenlândia é a maior ilha do mundo, localizada no extremo norte do oceano Atlântico, conectando-o à região do Ártico. A ilha foi oficialmente incorporada ao Reino da Dinamarca em 1953.

A região do Ártico ganha espaço nas relações internacionais em função do seu papel geopolítico estratégico, que deve aumentar com o derretimento de suas geleiras, acelerado pelas mudanças climáticas.

© AP Photo / Felipe DanaEstudantes observam o degelo na Groenlândia. A ilha é alvo de interesses internacional em função da sua posição estratégica.
Após querer comprar a ilha, Trump recebe diplomatas da Groenlândia para discutir presença no Ártico - Sputnik Brasil
Estudantes observam o degelo na Groenlândia. A ilha é alvo de interesses internacional em função da sua posição estratégica.

As fronteiras marítimas entre os Estados do Ártico – Canadá, Dinamarca (Groenlândia), Islândia, Noruega, Rússia e Estados Unidos – ainda não foram delimitadas, assunto que é discutido atualmente no âmbito do Conselho do Ártico.

Em agosto deste ano, o presidente Donald Trump gerou polêmica ao propor que os Estados Unidos comprassem a ilha da Groenlândia do Reino da Dinamarca, o que aumentaria significativamente o território ártico dos EUA.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала