Uruguai convoca embaixador brasileiro para dar explicações sobre declaração de Bolsonaro

© AP Photo / Gustavo GarelloPresidente do Brasil, Jair Bolsonaro, entre os presidentes do Paraguai, Tabaré Vázquez (à esquerda), e o argentino Mauricio Macri (à direita)
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, entre os presidentes do Paraguai, Tabaré Vázquez (à esquerda), e o argentino Mauricio Macri (à direita) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério de Relações Exteriores do Uruguai convocou o embaixador do Brasil no país para dar explicações sobre declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro.

"No dia da data, o Ministério de Relações Exteriores convocou o embaixador da República Federativa do Brasil no Uruguai, Sr. Antonio Simões, e solicitou explicações sobre as declarações expressas pelo presidente Jair Bolsonaro ao jornal O Estado de São Paulo em 29 de outubro, relacionadas ao processo eleitoral que ocorre em nosso país", afirmou a pasta em comunicado.

O texto acrescenta que Simões forneceu à diretora do Ministério Regional do Ministério, Adriana Lissidini, detalhes sobre o teor dessas declarações.

Bolsonaro disse que no Uruguai há uma oposição mais alinhada com seus "pensamentos liberais e econômicos".

"Esperamos, torcemos, que seja escolhido alguém mais associado às nossas ideias, para que o Uruguai fique mais alinhado conosco", acrescentou.

Ele também disse que seu governo não teve problemas com o Uruguai ou com o atual presidente Tabaré Vázquez.

"Mas temos que nos preparar sempre para o pior", acrescentou.

Por sua parte, Lacalle Pou disse que não parecia "bom" para Bolsonaro dizer que esperava sua vitória.

Pou disse que se ele fosse presidente e houvesse um processo eleitoral no Brasil, ele não manifestaria sua opinião.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала