Vice-presidente da Bolívia diz que opositor Carlos Mesa é 'mau perdedor' por convocar protestos

© REUTERS / David MercadoCarlos Mesa, candidato presidencial boliviano.
Carlos Mesa, candidato presidencial boliviano. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-presidente da Bolívia, Álvaro García, disse que o ex-presidente e opositor Carlos Mesa representa a principal causa do conflito político que a Bolívia está enfrentando devido à sua atitude de "mau perdedor".

O opositor Carlos Mesa convocou manifestações no país em protesto contra a reeleição de Evo Morales, o que classificou como uma "fraude eleitoral".

"Carlos Mesa perde e não reconhece sua derrota, o que ele faz é promover a violência, rejeitar o que a OEA [Organização dos Estados Americanos] propôs, para fazer uma auditoria. Agora ele está comprometido com o confronto e a violência", disse Garcia em uma coletiva de imprensa.

Ele afirmou que o ex-presidente Carlos Mesa teve um comportamento "errático" quando solicitou mobilizações em busca de um segundo turno.

Segundo o cálculo oficial das eleições de 20 de outubro, o Movimento ao Socialismo (MAS) de Evo Morales venceu com 47,08% dos votos válidos, com uma diferença de 10,5% em relação a Carlos Mesa, margem suficiente para o presidente obter o reeleição no primeiro turno.

​Garcia enfatizou que a vitória de Morales em 20 de outubro se deu com triunfos do MAS em 289 dos 342 municípios do país e consolidada com maioria absoluta nas duas casas da Assembleia Legislativa Plurinacional (parlamento).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала