Comboio de caminhões dos EUA entra na Síria para evacuar bases, segundo mídia

CC0 / Sargento Jacob Connor / 5º Grupo de Forças Especiais (Airborne)Membros das Forças Especiais dos EUA realizando treinamento durante operações contra grupo Daesh no sul da Síria
Membros das Forças Especiais dos EUA realizando treinamento durante operações contra grupo Daesh no sul da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um comboio de caminhões norte-americanos cruzou a fronteira do Iraque e entrou na Síria com o objetivo de evacuar as bases militares dos EUA no norte do país.

Segundo a agência de notícias síria SANA, um comboio de caminhões dos EUA entrou no território da Síria para acabar de evacuar as bases militares estadunidenses no norte do país, onde a Turquia está realizando a operação Fonte de Paz contra agrupamentos curdos.

A agência informa que o comboio de caminhões, acompanhado por veículos militares estadunidenses, se dirigiu do norte do Iraque para a cidade síria de Al-Qamishli com o objetivo de "conclusão do processo da evacuação das bases militares estadunidenses" na Síria.

Antes, o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, afirmou que os cerca de mil militares estadunidenses que foram retirados do norte da Síria seriam posicionados no oeste do Iraque.

Operação Fonte de Paz

No dia 9 de outubro, a Turquia anunciou o início da operação Fonte de Paz, que começou com ataques aéreos contra as posições curdas. O objetivo anunciado da operação é a criação de uma zona de segurança na fronteira entre a Síria e a Turquia.

A agência SANA chamou a operação de "agressão". O governo sírio de Bashar Assad condenou a política de ocupação da Turquia no nordeste da Síria.

A Rússia afirmou que a Turquia deve evitar ações que possam dificultar a resolução do conflito sírio, que continua desde 2011.

© AP Photo / Maya AlleruzzoPequeno fluxo de habitantes retorna à cidade síria de Raqqa, que tenta se reestabelecer, em setembro de 2019
Comboio de caminhões dos EUA entra na Síria para evacuar bases, segundo mídia - Sputnik Brasil
Pequeno fluxo de habitantes retorna à cidade síria de Raqqa, que tenta se reestabelecer, em setembro de 2019
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала