Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Número de mortos em desabamento em Fortaleza sobe para 6

© Folhapress / Xandy Rodrigues/Futura PressMovimentação após desabamento do prédio residencial no bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza (CE).
Movimentação após desabamento do prédio residencial no bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza (CE). - Sputnik Brasil
Nos siga no
Equipes dos Bombeiros retiraram mais um corpo dos escombros do edifício Andréa, em Fortaleza (CE), e número de mortos no desabamento subiu para seis. 

O prédio caiu na manhã de terça-feira (15). Até o momento, sete pessoas foram resgatadas com vida e ainda há quatro desaparecidos (uma mulher e três homens). A sexta vítima fatal, retirada na noite de quinta-feira (17), foi identificada como Rosane Marques de Menezes, de 56 anos.  

Ela é mãe de Fernando Marques, de 20 anos, primeiro sobrevivente resgatado do desastre e filha de Izaura Marques Menezes, de 81 anos, que morreu no desabamento. O pai de Rosane, Vicente de Paula Vasconcelos de Menezes, de 87 anos, permanece desaparecido.

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) confirmou o nome da quinta pessoa morta, que ainda não havia sido identificada. A vítima é Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos.

As demais vítimas identificadas são Nayara Pinho Silveira, de 31, Antônio Gildasio Holanda Silveira, de 60, Izaura Marques de Menezes, de 81, e Frederick Santana dos Santos, de 30.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou por meio de nota que "servidores do Sistema de Segurança cearense atuam de forma ininterrupta nas buscas por sobreviventes”. 

Prefeitura diz que construção é irregular

Segundo a prefeitura de Fortaleza, o edifício que desabou foi construído de maneira irregular, embora um registro do imóvel tenha sido localizado pelo G1. A existência do prédio é conhecida desde 1982.

Testemunhas afirmaram que o prédio passava por reformas e que as vigas de sustentação estavam em situação precária. O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, prometeu que vai acompanhar pessoalmente as investigações sobre as causas do desabamento.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала