- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

'Pareceu que o prédio deu um pulo antes de cair', diz vizinho do desabamento em Fortaleza

© Folhapress / LC Moreira/Futura Press/FolhapressPrédio residencial desaba no Bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza (CE), nesta terça-feira (15).
Prédio residencial desaba no Bairro Dionísio Torres, área nobre de Fortaleza (CE), nesta terça-feira (15). - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um prédio residencial na cidade de Fortaleza desabou durante a manhã desta terça-feira (15) e deixou ao menos uma pessoa morta.

O Corpo de Bombeiros estima que 10 e 15 pessoas ficaram entre os escombros, até o momento oito já foram resgatadas.

O advogado Lucas Vieira, que mora nas proximidades ao edifício que desabou e estava na rua no momento do acidente, disse que pareceu que o prédio deu um pulo antes de vir abaixo.

"O prédio deu uma subida e desceu, como se tivesse pulado e descido de uma vez só, tanto que se você olhar o prédio ele não caiu nem para frente e nem para os lados, ele subiu e foi para baixo", contou por telefone à Sputnik Brasil.

Lucas Vieira estava conversando com o porteiro do seu condomínio e disse que sua primeira reação ao ver o desabamento foi tentar ajudar a desobstruir a rua.

"Na hora foi fumaça para tudo que foi lado, pó e tal. A primeira coisa foi tentar desobstruir a rua para tentar ajudar e ver se a gente achava alguém lá", afirmou.

No instante do acidente, segundo o advogado, não havia muitas pessoas na rua, mas carros estacionados foram atingidos pelos estilhaços.

"No momento acho que todo mundo estava dentro dos seus imóveis. Tiveram até uns carros que foram atingidos pelos estilhaços, mas no momento não estava passando muita gente não", disse.

Já Joana Darck Gomes, balconista de uma loja de material de construção próxima ao edifício, disse que a população está com medo de que possa ter algum vazamento de gás.

"Aqui no trecho onde eu trabalho, o povo está todo acuado, com medo porque chegou gente já dizendo que pode ter algum vazamento de gás e pode atingir por aqui", relatou Joana à Sputnik Brasil.

Joana Darck Gomes tomou a decisão de fechar a loja onde trabalha por precaução.

"Olhando para fora já tinha muita poeira, não achava que era um desabamento, eu achava que era um caminhão batendo em algo, quando vi já tinha um pessoal correndo porque o prédio já tinha desabado", disse sobre o momento do desabamento.

Segundo a balconista, um colega de trabalho contou que passou pelo local poucos segundos antes do desabamento.

"O rapaz que trabalha aqui comigo também foi fazer uma entrega e disse que passou em frente a esse prédio e quando chegou aqui já tinha a notícia que esse prédio tinha desabado. Foi questão de segundos", completou o relato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала